Maternidade relex

Maternidade relex

Maternidade divertida

Percebi nos olhos da Helena o quanto mergulhar de cabeça nos momentos em que estamos juntas faz bem para ela, e, sem dúvida, para mim também! Às vezes, estamos tão no automático que, quando paramos para ter o tempo com eles, não tiramos o pé do acelerador e eis que os zilhões de pensamentos continuam a todo vapor… Vocês já se pegaram nessa situação?

Esses dias pré e pós-festas de fim de ano tive momentos muito agradáveis com ela que me fizeram inclusive refletir sobre a importância de entrar na onda dos filhos, mas, para além disso, o quão faz bem sair do óbvio, do certinho, daquilo que é planejado, sabe?

Entrar com ela na piscina de roupa e tudo, pular, fazer ‘chuva’ de água com os pés me fizeram tão bem quanto para ela. Coisa simples, mas que tira as melhores risadas dela e me fazem sentir feliz. Notei que é necessário para mim, para ela, para a nossa relação sair do automático e fugir da mesmice. Que eu me permita sempre fugir do comum. De vez em quando, dormimos todos na sala e ficamos assistindo filme até pegar no sono. Alguém tem dúvida de que ela gosta? Aliás, quem não gosta disso? Desenvolvemos algumas atividades para curtirmos juntas ou em família, como tomar sorvete, fazer pic-nic e ir pra cozinha. Mas sempre tô pensando em ampliar esse repertório de novas diversões que, por sinal, eu adoro (quem tiver dicas, são sempre muito bem vindas!).

Ah, também tive ideia de criar um slogan só nosso. Relembrar as coisas legais do dia e inventar músicas para situações cotidianas também fazem parte da nossa diversão. E também improvisamos fantasias juntas!

Mas o que fazer para que os compromissos do dia a dia não nos façam esquecer do essencial da vida — ter momentos simples e que fogem do comum? Fernanda, que tal uma agenda? Ler esse post de vez em quando? Taí duas boas… Então, vamos exercitar o desapego da rotina nossa de cada dia e abrir a caixa da imaginação para o mundo encantado das nossas crianças? Mãe relex, ativar! 😀

6 comentários sobre “Maternidade relex

    1. Oi, Gi, também tenho tendência a ser “certinha” na rotina e por vezes acabo esquecendo o quanto é bom fugir dela às vezes e brincar igual criança com eles. Vamos praticar! 😉

      Curtir

  1. Acho muito linda a relação de vcs enquanto família. E simplesmente tudo o que vc colocou é verdade, principalmente o início, pq quando você Fernanda compartilha isso nas redes sociais, essa alegria e entrega total aos momentos com a Helena, contagiam não somente vcs, mas todos os que tem a oportunidade de acompanhar essa relação. Quantas vezes me pego assistindo vários stories ou posts no instagram? É muito linda a forma como você aproveita cada momento da maternidade.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Tayla. Fiquei muito contente em saber que desperto coisas boas com minhas publicações. Continue me acompanhando por aqui e no insta porque pessoas queridas e que nos inspiram como você é sempre bom ter por perto! Um beijo grande.

      Curtir

  2. Vi uma mãe que disse: “se não faz mal pra ela e nem pra ninguém, por que proibir?” Faz super sentido, é como pular de roupa na piscina. No fim, qual o problema? Acho que as pessoas problematizam muito as coisas, embora rotina seja essencial pra criança também. Eu complementaria: “se não atrapalha a rotina deles, beleza!”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s