Mãe na real, Pausa para um papo

Solidariedade feminina durante a crise

Novas criadoras de conteúdo surgem na pandemia e ajudam a formar uma rede de apoio feminina cada vez maior

Ilustração Ammy Lupin @emmylupinstudio

Sinto que a hashtag, praticamente um mantra, #juntassomosmaisfortes ganhou um tom mais expressivo nesses últimos meses em que nos vemos isoladas – mantendo o contato com as amigas apenas pelo virtual. Em meio à saudade e à angústia de presenciar o tempo correr e a crise da pandemia seguir sem previsão de acabar, é animador assistir uma rede de apoio, destinada às mulheres neste caso, na internet crescendo de todos os lados, sobre os mais diversos assuntos.

É a solidariedade mostrando seu potencial e não existe mais lindo no ser humano do que a generosidade. Abrir a tela do celular e dar de cara com frases, memes e vídeos encorajadores depois de um pico de estresse na rotina conturbada em casa é um conforto para o coração e a mente.

No Instagram, perfis novos surgem a cada instante com a missão de cuidar dos diferentes lados que abarcam o nosso universo feminino, do bem-estar até cuidados emocionais e exemplos de inspiração. Para quem quer buscar ânimo nos exercícios, a página @chapadinhasdeendorfina usa o bom humor ao abordar essa temática com conteúdos interativos e coloridos.

O @inspiraetranspira é outro um perfil com objetivo de mostrar que cuidar da saúde do corpo nunca foi tão importante. A página também traz relatos de mulheres com suas experiências nos esportes. A @the.wellnessclub também foi criada durante a pandemia e tem foco em transmitir sensação de bem-estar com frases e fotos inspiradoras.

E levando em consideração os dados estatísticos que apontam para o aumento da violência doméstica, o @projeto__mulheres foi reativado por duas alunas de Rádio e Televisão da FAAP após o crescimento de denúncias de violência doméstica com o isolamento social.

O slogan do perfil “História de mulheres para mulheres” é mais uma forma de receber de braços abertos vítimas de agressões, incentivá-las e ajudá-las a denunciar seus agressores. Aqui comigo, será que foi preciso uma crise dessa magnitude para provar que não estamos sozinhas?

Talvez sim, mas o importante mesmo é que mulheres estão se unindo no mundo digital em prol de um movimento que promete empoderar vidas. O @todasnosoficial chegou há quatro semanas no Instagram e promete acolher muitas manas com publicações que revelam exemplos de mulheres reais.

Do lado da escuta, novas podcasters surgem com uma missão de alcançar ouvidos nessa pandemia com conteúdos construtivos e que ampliam nossa forma de enxergar a vida. Vale citar um programa que descobri essa semana, o Alcateia Psicanalítica. Com propósito de formar uma rede de trocas e espaço de fala para as mulheres, o podcast é apresentado pela psicanalista Manuela Xavier.

Outro que nem estreou nas plataformas de streaming (a previsão é para o dia 29 deste mês) mas que pelo teaser já mostrou seu poder é o Mulé de Maré. Produzido por Patrícia Paes, amiga miga, apresentadora, atriz, radialista e mestre de cerimônias (muitos títulos, que orgulho rs), vai inspirar a gente com muita história de mulheres lindas.

Se não é possível fugir do que está acontecendo, então que enfrentemos esse caos todo a partir de ferramentas que façam a gente continuar a caminhada de maneira mais branda e engrandecedora. E apesar das amigas estarem longe fisicamente, o apoio delas do lado virtual está mais presente do que nunca.

Existe coisa melhor do que saber que quando precisamos todas estão ali a postos, e vice-versa? Essa semana eu minha filha chegamos no ápice do estresse da pandemia quando me deparei com a casa toda lavada de óleo depois de terminar uma reunião. Sabe qual foi a minha primeira reação? Gravar a cena e pedir colo pras amigas.

É Claro que num primeiro momento riram comigo da situação. Trocamos piadas com figurinhas, mas depois uma consultou a diarista para saber o produto mais eficiente de limpeza, a outra compartilhou mensagem de uma amiga (e mãe também) como prova de que eu não estava sozinha, cada uma tentou ajudar como podia, e assim  foi o meu dia com elas, entre muitas passadas de pano no chão, risos, piadas e abraços virtuais. S2

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s