Estilo

8 metas para 2020

Feliz ano novo!!! E que venha uma nova década de coisas maravilindas pra nós! 😀 Começar um novo ciclo, como diz o jornalista André Trigueiro, nos ajuda a se regenerar, a ter um novo estoque de disposição e esperança. E por mais que a vida seja um processo contínuo de circunstâncias e aprendizados, ter a sensação de que startamos do zero é uma forma de encher o nosso pulmão de coragem e seguir com fé. Se você ainda não fez, vale listar os erros e os acertos de 2019. Mas faça isso com carinho e serenidade, sem pegar pesado contigo e nem se vangloriar muito das coisas boas conquistadas. Já que no fundo não é possível zerar o jogo, essa é uma forma de fazer um balanço do que de vitorioso foi feito e do que pode ser melhorado. Depois dessa análise, você pode criar uma outra lista com os objetivos repaginados. Vou dividir por aqui algumas das minhas metas para 2020. E quem quiser, fica avonts pra compartilhar o que deseja para este ano ou década. Bj bj

  • Ficar atenta à postura

Nunca tive uma postura de bailarina e tenho a tendência a colocar a parte do abdômen inferior para a frente e jogar as costas para trás. Inclusive, descobri há pouco tempo que essa alteração na postura é comum entre as mulheres, e tem a ver com o fato da nossa natureza ser programada para carregar a vida intrauterina. Com a consciência de prestar mais atenção na coluna, percebo que até a respiração melhora, a gente cresce.

  • Seguir com uma atividade que me faça bem

Para mim, fazer yoga e caminhar são duas coisas das quais me fazem plenamente bem. Todas nós merecemos um tempo só nosso, voltado para o nosso corpo e a mente.

  • Sorrir mais

É outra coisa quando a gente acorda a já solta aquele sorriso logo de cara. O dia flui quando deixamos os pensamentos bons tomar conta por mais perrengue que estamos passando.

  • Escutar mais e falar menos

Minha meta pra vida hahaha. Quando comecei a praticar mais a escutatória passei a reparar o quanto as pessoas têm a nos ensinar, já prestou atenção nisso? Cada um com quem converso me traz uma reflexão, um exemplo bacana, algo a aprender.

  • Estar mais com os amigos

Os meios digitais fazem a gente ter a falsa sensação de que estamos próximos dos nossos amigos, e muitas vezes a gente só percebe isso quando passamos momentos de verdade juntos. Então por que não colocar como objetivo estar mais perto de quem amamos e nos fazem soltar aquela risada sincera e alegram o nosso coração?

  • Fazer mais programas culturais

Sempre gostei de teatro, cinema e shows. A vantagem de morar em São Paulo é quem temos os mais diferentes tipos de atração para cada bolso. Sempre fico de olho no que está rolando para crianças também. O site São Paulo para Crianças é maravilhoso.

  • Cuidar da alimentação

Ser radical com a alimentação não é muito o meu perfil e seguir dietas é um grande desafio pra mim. Acredito no equilíbrio para uma vida saudável e, claro, se algo me faz mal, devo tirá-lo da rotina, mas até para isso tenho dificuldade, confesso, porque odeio me privar das vontades rs.

  • Ser mais sustentável

O mundo está clamando por atitudes ecológicas e nós sempre podemos fazer algo a mais pelo meio ambiente, afinal, nossa sobrevivência depende dele. Repensar atitudes e criar alternativas que favorecem o espaço em que vivemos já deixou de ser atitude e virou missão de tão fundamental.

 

Hobby

4 formas de começar a meditar

Foto por Jared Rice/ Unsplash

Fim do ano é o caos na terra, né? As ruas brotam carro de tudo quanto é lado e o congestionamento não tem mais hora marcada pra dar o ar da graça. E o medo que bate de não conseguirmos dar conta de tudo? Se bobear, a mente acelerada faz duplo twist carpado com cada informação nova processada. No meio desse turbilhão de pensamentos, ficamos aéreos flutuando no espaço. Mas o que precisamos pra passar dessa fase sem se deixar se levar pela mente eufórica?

Já faz alguns meses que me descobri no yoga e isso tem tido um efeito muito positivo na minha vida, em vários aspectos. Se eu soubesse que essa prática era tão eficaz e profunda assim teria iniciado muito tempo atrás. Yoga vai contra dois itens da moda: a perfeição e a pressa. É um olhar atento para você, desde a respiração até os pensamentos e as posturas. E tudo que mais desejamos e ao mesmo tempo sentimos dificuldade atualmente é prestar atenção no nosso corpo, não é mesmo?

Se jogar no yoga é ter a oportunidade de se expandir como ser humano. Necessitamos de cuidado pleno e nesse ritmo frenético em que vivemos deixamos de prestar atenção nas solicitações mais básicas do nosso corpo. Mas o legal é que hoje em dia as tecnologias permitem cuidar da nossa mente e do corpo sem muito esforço, basta querer. Os apps estão aí pra ilustrar isso. Existem vários e listarei aqui os que conheço. E quem quiser compartilhar algum fica avonts :). Bjo bjo.

 

Canal da Fernanda Cunha de Yoga Vinyasa no YouTube

É ótimo pra quem está começando. A Fernanda é bem didática, orientando de forma bem explicativa as posições e os benefícios delas. Suas aulas são focadas no vinyasa, estilo de yoga em que cada respiração está ligada a um movimento. É a vertente que eu descobri e desde então sou fã.

Meditopia

É uma ferramenta bem completa, com meditações diárias voltadas para diferentes situações como acalmar a mente, dormir bem, meditar durante a caminhada ou ao acordar e no ônibus e no metrô. Você pode tomar nota de como se sente durante o dia e o app filtra as melhores opções de meditações com base no seu perfil.

Calm

Ideal pra quem tem dificuldade em pegar no sono ou problema de insônia. O app oferece um plano de meditação gratuito por sete dias e você pode escolher entre sessões de meditação, sons da natureza relaxantes ou guia com técnicas de respiração.

Headspace

O app oferece uma biblioteca vasta de meditações guiadas e exercícios de mindfulness de acordo com os seus objetivos pessoais. Você pode fazer um teste grátis e depois assinar um pacote anual. Totalmente intuitiva, a ferramente inclui até cursos sobre estresse e ansiedade. Fiz o teste e adorei!

 

Décor

6 coisas para tornar o quarto um ambiente feliz

Cada espaço da casa tem uma função no nosso dia a dia, mas só o quarto tem o grande papel de fazer a gente desligar o cérebro e relaxar de verdade. Por isso, deixar este cômodo com o máximo de aconchego é um presente à nossa saúde e ao bem-estar. Lá vão algumas ideias de como deixá-lo um ambiente mais feliz e acolhedor! Se tiver mais dicas, fique avonts pra compartilhar com agente 🙂 !

Paredes que reverberam a paz

Pode ser que você adore cores fortes e vibrantes para o ambiente assim como eu, mas, no quarto, a regra-máxima é lançar mão de cores suaves que transmitem tranqüilidade e conduzem ao relaxamento como nuances de amarelo, lilás, rosa, azul…

Celular fica de fora

Todo dia é possível se deparar com um artigo enfatizando as causas prejudiciais do uso em excesso do celular. Entre os malefícios estão as relações físicas cada vez mais frias e distantes, sem contar os sintomas de ansiedade e depressão que este aparelho aparentemente inofensivo pode culminar. Então, substitua o celular por um bom livro antes de dormir e irá perceber que é a melhor troca que você poderá fazer.

Longe da telona

Sei que às vezes tudo que a gente mais quer é assistir TV na cama e, embora este hábito seja cada vez mais comum, nós sabemos que as telas emitem luz azul que atrapalha a produção de melatonina, hormônio do sono. Então que tal deixar para assistir TV na sala ou investir em projetor portátil para aqueles dias em que você quer mais é fazer o que tá afim?!

Janela sem luz externa

Nada como uma persiana ou cortina que impedem a entrada de luz e sons externos. No quarto, a escuridão é fundamental para ajudar no sono reparador. A poluição tanto sonora quanto luminosa das casas ao redor podem atrapalhar o seu ritmo circadiano (período de cerca de 24 horas sobre o qual o nosso ciclo biológico se baseia).

Iluminação que traz aconchego

E se você é do tipo que precisa de o mínimo de luz no quarto, uma iluminação de leve amarela pode cair bem para ajudar a pegar no sono. Para o abajur de cabeceira, invista nesse tipo de luz tranqüilizadora que, para mim, é um sonífero.

Conforto extra

Se você não é alérgico, vale apostar em uma tapeçaria de estilo para complementar a sensação de quarto confortável e acolhedor ;).

Décor

Inspire-se no conceito de vida “hygge”

Vocês já ouviram falar em hygge? É um estilo de vida que surgiu na Escandinávia e ganhou destaque depois que países como Noruega e Dinamarca foram considerados as nações mais felizes pelo relatório anual da ONU (Organizações das Nações Unidas). E, embora o termo hygge seja traduzido como “acolhedor” ou “aconchego”, é praticamente impossível definir esse conceito em uma ou duas palavras, afinal, se trata de atitudes que acontecem de maneira orgânica dentro da cultura nórdica. O hygge (pronuncia-se “rîgue”, ou “hu-ga”) está nos pequenos detalhes do dia a dia desse povo e vai desde curtir a lareira em uma noite fria com uma taça de vinho até comer biscoites caseiros, ler um livro sem pressa, curtir a família e os amigos em casa. Aliás, curtir o lar doce lar é que os escandinavos mais sabem fazer já que durante grande parte do ano é inverno por lá e eles têm apenas quatro horas de sol por dia sendo que as temperaturas médias giram em torno de 0ºC. Por isso, as pessoas passam mais tempo dentro de casa do que na rua e mesmo quando o clima não é congelante elas gostam de se reunir em casa, fazer refeições e aproveitar momentos em grupo.

E para quem não conhecia e gostou dessa forma de “interpretar a vida”, arranjar cantos aconchegantes, simples e acolhedores pode ser um bom começo para adotar o hygge.

Foto por Alex Geerts/ Unsplash
Bolo de banana saudável com nozes e uvas-passas

Receita de bolo de banana para curtir uma tarda em casa ao estilo hygge:

  • 5 bananas do tipo nanica;
  • 3 ovos;
  • duas xícaras de farinha de aveia;
  • uma xícara de óleo faltando um dedo para completar;
  • um colher de chá de canela;
  • uma xícara de uvas-passas;
  • uma xícara de nozes;
  • uma colhe de sopa de fermento.

Bata no liquidificador as bananas, os ovos, o óleo e meia xícara de uvas-passas. Depois, acrescente a farinha de aveia e a canela e bata novamente. Por último, coloque o restante das uvas-passas, as nozes e o fermento, misture bem com a colher. Um dica: você pode cobrir com pedaços de banana e nozes. Leve ao forno por 180º C por cerca de 35 a 45 minutos (dependendo do forno).

Livros para conhecer melhor a cultura dos escandinavos e a forma despretensiosa como levam a vida:

  • Crianças Dinamarquesas, de Jessica Joelle Alexander e Iben Dissing Sandahl. Já li e inclusive escrevi sobre ele aqui no blog. Simplesmente maravilhoso!
  • O Livro do Hygge. Esse está na minha lista de novas leituras 🙂

Curiosidades sobre a palavra hygge:

  • O termo surgiu de uma palavra norueguesa que significa “bem-estar”.
  • A escrita apareceu pela primeira vez em dinamarquês no século 19 e a partir de então evoluiu para a ideia cultural que se conhece hoje em dia em países como Dinamarca e na Noruega.
Décor

Brincando de casinha no jardim

Hoje o post dessa seção que eu amor tem sabor de infância! Quando eu era criança, sonhava com uma casa na árvore. Baseada nessa minha vontade de criança, selecionei casas tanto no jardim quanto em árvores para liberarmos a imaginação junto com os kids. E aí, o que acharam? Vocês também tinha esse sonho como eu? Bjux.

 

Casa na árvore, by Country Living
Casa de madeira para o descanso
Cabana na árvore
Casa de madeira moderna para brincar
Que tal parar para tomar um lanche ao ar livre?
Hoje o ‘menu’ do dia é muita diversão!
É hora da festa!
Pinterest
Com um quê de casa de vó
Décor

Abra as portas para as cores

Oi, genteemm!

Hoje é domingo e a máquina aqui não para hahahaha. Enton, hoje é dia de falar de assunto relex que eu amo: decoração. que, com cores, para mim, é um casamento perfeito!

Sempre gosto de observar portas pelos lugares que vou. Elas podem dizer muito sobre quem está por trás delas, vocês nãp acham. E andando pelo Pinterest encontrei várias, uma mais linda que a outra. Vejam vocês e depois me dizem o que acham! Bjux

Pinterest

 

Pinterest
Pinterest
Pinterest
Pinterest
Pinterest
Pinterest
Pinterest

 

Hobby

Meu relacionamento de amor com a caminhada

Pausa para o meu hobby

Oi, genteeem! Tudo bem?

Hoje quero falar de um hobby que eu adoro, a caminhada. Há alguns anos comecei a caminhar e correr pelas ruas de onde moro. A corrida me trouxe uma dor insuportável no joelho e, por isso, parei com ela e fiquei apenas na caminhada. Apenas não, porque a caminhada é tão benéfica quanto a corrida, e, de acordo com o que eu já ouvi e li, ela é até melhor a longo prazo.

Caminhar me ajuda em vários aspectos como na respiração, circulação, nos pensamentos… é uma verdadeira meditação. E os resultados aparecem no corpo também.

E apesar do meu romance com a caminhada ter já alguns anos, tive que pausar ela quando Helena nasceu, pois mesmo com a barriga imensa de nove meses de gestação, não aguentando meu próprio corpo, lá estava eu caminhando. Quando muito, dava a volta em três quarteirões e já voltava pra casa.

Helena veio ao mundo e pausei a caminhada. Pausei por um looongo período a ponto de perder o gostinho de como essa parada toda me fazia bem. Mas agora eu voltei hahaha, e espero não largar essa coisa boa mais. O dia clareia um pouco e lá estou eu dando meus passos largos, olhando pro céu, escutando o barulho da natureza, conectando comigo mesma. Caminhar, de fato, é um benéfico em todos os sentidos para mim. E você, curte caminhar?

 

Bjs, hasta luego!

Hobby

“You” e suas verdades crueis

Vocês assistiram You, a série na Netflix que está entre as mais comentadas do momento? Eu vi e achei que de repente valesse escrever sobre a história porque acho que ela traz à tona algumas questões muito atuais.

Em uma era onde os abraços e o contanto humano dão espaço para likes nas redes sociais, separar o real do fictício/digital está cada vez mais desafiador. Impulsionada pela geração “Y”, as mídias sociais e a forma como as são utilizadas são temas abordados de forma triunfal na série. Pois sabemos que o digital ganhou uma proporção tão gigante nos dias atuais que por vezes perdemos o parâmetro do bom senso em diversas ocasiões em função de deixar de viver o real para se aprofundar numa irrealidade viciante e destrutiva para as relações humanas.

Nesse sentido, a supervalorização dos contatos nas redes sociais é o fio condutor da história que mescla romance, drama e suspense. Na trama, Beck, uma aficionada por redes sociais e aspirante a escritora, vive de sua imagem nas redes sociais, a qual está bem longe de ser o que ela é, de fato, na vida real. Joe Goldberg, um gerente de livraria que ama ler e beira a sociopatia, se apaixona doentiamente por Beck.

Obcecado em ter o amor de Beck, Joe comete coisas que até Deus duvida, literalmente, e persegui-la acaba se tornando um objetivo interminável do personagem que oscila entre um ser assustador e ‘exemplo’ de homem bem quisto. Tipo o médico e o mostro — pano de fundo para muitos enredos cinematográficos. Joe é stalker de Beck e não se contenta até conquistá-la de vez.

O fato é que vivemos uma era tão perturbadora que não é estranho encontrar nas esquinas pessoas com várias versões, perdidas, maldosas, capazes de matar como se estivessem pisando numa formiga. Prova viva disso são os números de feminicídios, homicídios cada vez maiores.

As relações estão cada vez mais conflituosas e perdidas no tempo-espaço. E quando me refiro a relações são de todas as formas, entre homem e mulher, amigos, pais e filhos. Precisamos nos reenquadrar. Precisamos de um minuto de silêncio para se atentar aos detalhes e promover a mudança, particular de cada um. É necessário nos reconectar com nós mesmos.

You serve de reflexão para os dias de hoje, que com certeza, mais do que nunca, se tornam dias de glória.

 

Série You retrata temas atuais como a falsa-imagem nas redes sociais e relações obsessivas
Décor

Cozinhas azuis

Tenho fascínio pelas nuances do azul, e isso é desde criança! Amo também decoração, um gosto que conquistei quando fui trabalhar com revistas do segmento. Assim como a moda, olhar e buscar belezas e referências enchem o nosso imaginário de encanto e quem não gosta de respirar coisas que inspiram?

Para dar star na seção Décor, pensei em começar com o ambiente da casa que, se bobear, é o meu predileto: a cozinha? Essa queda por este espaço da casa é porque gosto de comer, estar com as pessoas enquanto preparo algo. É um ambiente que agrega, típico das famílias italianas. E sempre que vejo um projeto quero saber como é a cozinha, pois, para mim, esse espaço diz muito sobre os donos da casa, assim como os demais ambientes, mas a cozinha… tem aroma de amor e acolhimento. Concordam? Separei, aqui, alguns projetos deste lugar perfumado de afeto com vários tons da paleta azul para deixar o fim de semana de vocês mais ainda inspirador. Bom proveito!

cozinha-emyly-henderson

 

http://www.houseandgarden.co.uk

 

Imagem: BHG
Imagem: Pinterest
Imagem: Pinterest