Mãe na real, Pausa para um papo

Perfis no Instagram para seguir já

Imagem de Hipster Mum para Unsplash

Se tem uma coisa que já me liguei em mais de 100 dias de distanciamento social é que para prender a atenção nas redes sociais diante do turbilhão de publicações o conteúdo tem que agregar. A mensagem precisa ter um propósito forte uma vez que a tela do celular por qual costumamos nos engajar ganhou lente amplificada e certos valores tomam o seu merecido lugar. Temas voltados para o cooperativismo, a arte, o bem-estar, a educação e o cuidado dos filhos e a igualdade de gênero transitam em destaque pela internet.

No Instagram, não são só as lives que imperam como protagonistas, textos e imagens criativos surgem para abastecer do que nos falta. Comecei a seguir um monte de perfil que não conhecia e gostaria de compartilhar com vocês alguns deles.

 

@pediatriaintegralbr (Daniel Becker)

A sua página tem me servido como instrumento para algumas situações específicas no dia a dia com minha filha. Ele orienta os pais sobre como conduzir esse momento da melhor forma com as crianças e trata de questões como sobre participar e não ajudar, inteligência emocional, respeito, honestidade e caráter. O perfil dele é pra maratonar mesmo.

@museudoisolamento (Museu do Isolamento Brasileiro)

Já está explicito que a arte tem salvado nessa crise. É por meio dela que conseguimos decifrar sentimentos e sensações que não conseguimos externar. Colagens, ilustrações, pinturas, fotos, músicas, poemas têm tirado a gente do sufoco e o museu do Isolamento compartilha trabalhos dos mais diversos artistas pelo mundo.

@gamarevista (Gama)

Com olhar super atento e moderno, este veículo vale a pena ser seguido em todas as plataformas em que ele estiver. Fala sobre os diferentes modos de viver, educação, cultura, democracia e equidade.

@push (Push)

Plataforma colaborativa que visa compartilhar conhecimento entre as mulheres do mesmo grupo da @stealthelook. Seus holofotes estão voltados para questões que necessitam lugar de fala como a mulher negra e seus desafios como o mercado de trabalho, liderança feminina, novas prioridades assumidas pela mulher agora. Vale a pena stalkear o perfil!

@shet_alks (SHEt)

Encontrei o @shet_alks sem querer e foi tudo de bom! Aliás, melhores encontros são sempre assim, sem lugar e hora marcada para acontecer, não é mesmo? O perfil é 100% voltado para mulheres de 45 a 60 anos, mas, confesso, eu na faixa dos 30 me senti super acolhida. Porque quando é pra falar do nosso universo não existem “barreiras” que nos separam, independentemente da idade. Masturbação, envelhecer bem, beleza, solitude são temas abordados pela página triunfantemente bem.

@lubritesyoga (Lu Brites)

Descobri a Lu Brites esses dias e só de olhar o feed dela com conteúdo para o desenvolvimento pessoal dá uma sensação de paz e tranquilidade. Bailarina e professora de yoga, ela faz parte da Rádio Yoga, iniciativa do @dom.school com objetivo de apoiar o coletivo e propagar a prática do yoga.